Sun. Nov 27th, 2022


Embora ambos ainda tenham menos de 30 anos, Ossos e tudo as co-estrelas Timothée Chalamet e Taylor Russell têm muita sabedoria para compartilhar com aspirantes a atores. Em uma entrevista um com o outro, os dois consideraram suas carreiras – onde estiveram, para onde irão e o que aprenderam.

Taylor Russell, 28, que ganhou um Gotham Independent Film Award por Melhor Ator, disse que é benéfico olhar para dentro de si mesmo. “A autorreflexão é inestimável, por mais brega que pareça, siga seu instinto e sua intuição. Não importa quantas pessoas estejam lhe dizendo o que você deve fazer, como fazer, no final das contas, ninguém sabe mais do que você. Não de uma forma egoísta, mas de uma forma humilde.” Ela também sugeriu que as pessoas realmente reservem um tempo para ouvir aqueles que têm algo a compartilhar. É um presente receber conselhos, especialmente de pessoas que você admira, e é um presente poder medi-lo com seus próprios pensamentos para ver onde ele se alinha.”

Timothée Chalamet, de 26 anos, ofereceu seus próprios pensamentos sobre dedicar um tempo para refletir sobre seu trabalho, especialmente no que diz respeito ao seu filme de maior escala até agora, Duna. “Eu era mais jovem quando fiz pela primeira vez e fiquei meio surpreso com o tamanho do filme. E agora, à medida que Paul Atreides se torna mais seguro em seus calcanhares, também me sinto mais seguro em meus calcanhares.”

Chalamet também observou o “tom intenso” de Ossos e tudo, o que, considerando que é uma história de amor canibal, faz sentido. O filme acompanha o “amor entre Maren (Russell), uma jovem que aprende a sobreviver à margem da sociedade, e Lee (Chalamet), um vagabundo intenso e desprivilegiado, quando eles se encontram e se unem para uma odisseia de mil milhas.”

Ossos e tudo chega aos cinemas em 18 de novembro. Você vai ver o filme de Luca Guadagnino?

By roaws