Sat. Oct 1st, 2022


Os fãs da franquia odeiam principalmente Rocky V. Levou o triunfo de Rocky IV e transformou em uma tragédia para o garanhão italiano, com ele sofrendo uma lesão potencialmente mortal devido à sua luta com Drago. Aniquilados financeiramente graças a Paulie (quem mais?), Rocky, Adrian (Talia Shire – em sua última entrada na saga) e Robert (Sage Stallone) precisam se mudar para Philly, onde Rocky assume a antiga academia de Mickey. Lá ele encontra um prospecto, Tommy Gunn (o falecido Tommy Morrison), que ele pode transformar em um candidato, apenas para o ego e um promotor do tipo Don King entrarem no caminho, concluindo em uma ridícula briga de rua. Stallone criticou o filme ao longo dos anos, mas é tão ruim assim?

Para dar crédito a Stallone, ele queria levar Rocky V de volta à vibe corajosa do primeiro filme, até trazendo de volta o diretor John G. Avildsen, mas aqui está a coisa – Avildsen não era o mesmo cineasta que ele era em 1976. Avildsen passou a fazer o Karatê Kid filmes, e quando ele voltou para Rocky V, ele fez isso suave. E a culpa não pode ser toda colocada nos ombros de Avildsen, com ele enviando uma impressão de trabalho mais escura do filme para o youtube pouco antes de sua morte, que sugeria sua visão original do filme. Sly e Avildsen pareciam querer uma coisa, e o estúdio queria outra. O filme resultante mataria a franquia por dezesseis anos, apenas para Sly trazê-la de volta triunfante (ressuscitando sua carreira no processo) com o clássico Rocky Balboa. Então junte-se a nós neste episódio de Sylvester Stallone Revisited enquanto reexaminamos esta peça muito difamada da filmografia de Sly.

By roaws