Sun. Dec 4th, 2022


KornA faixa emocionalmente carregada de 1994, “Daddy”, dificilmente foi um marco nos shows ao vivo da banda ao longo dos anos, e por uma boa razão – é uma música muito difícil de tocar. “Daddy” detalha o vocalista Jonathan Davis sendo molestado quando criança e depois não sendo acreditado, e dificilmente foi realizado na época de seu lançamento. Então, finalmente, em 2015, Korn tocou a música todas as noites de seu álbum auto-intitulado 20º passeio de aniversário.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Então, eles fariam isso de novo? Em entrevista com Martelo de Metal, Davis diz absolutamente que não. E, novamente, quem poderia culpar o cara? Passar por essa experiência noite após noite deve ser horrível.

“Eu senti como se tivesse roubado o mundo de fazer isso ao vivo por tanto tempo. Eu senti que devia isso aos nossos fãs que eram hardcore o suficiente para vir nos ver no dia 20.º aniversário daquele álbum, mas eu não quero fazer isso de novo.

“Saindo e fazendo a turnê desse disco, percebi o quão escuro ele é – é uma merda deprimente. Siga o Mestre, tornou-se mais sobre groove. A emoção estava lá, mas não era aquela escuridão em particular que capturamos naquele primeiro disco.”

Antes de apresentar a música em 2015, Davis disse em entrevista ao Imprensa alternativa ele queria tocar a música para dar aos fãs algo especial.

Propaganda. Role para continuar lendo.

“Já se passaram 20 anos. Eu entendi o que aconteceu comigo, e tudo mais. Quer saber? Foda-se. Vou jogar. Sim, é o que é, mas estou muito mais maduro do que eu estava quando voltei a fazer aquele álbum no começo. Eu preciso fazer isso para os fãs também. Vai ser um pouco agridoce porque, por um lado, foi nosso primeiro álbum. Nós nos divertimos muito fazendo e estávamos no topo do mundo. A parte amarga disso, estávamos todos tão fodidos.

“Acho que vai nos lembrar de como estávamos fodidos, mas também de como nos divertimos. Acho que será muito especial para todos os fãs que estiveram lá em 1994 e compraram aquele álbum e ouviram. jovem, e ouvi esse disco por 20 anos. Vai ser muito especial, porque algumas dessas músicas nunca foram tocadas ao vivo. ‘Daddy’ só foi tocada ao vivo duas vezes, e outras nunca, então eu acho vai ser muito legal.”

Quer mais metal? Assine nosso boletim diário

Digite seu e-mail abaixo para receber uma atualização diária com todas as nossas manchetes.

By roaws