Wed. Nov 30th, 2022


O exercício a seguir dá aos alunos a oportunidade de praticar a escuta ativa, o trabalho em equipe, a orientação e a resolução de problemas em grupo. Atuando como um conjunto com um diretor estudantil, os membros do grupo criarão uma cena de quadro ilustrando três momentos de uma história familiar, usando cada membro do grupo de alguma forma.

A palavra “tabela” vem da frase quadro vivo, ou “imagem viva”. Os alunos usarão seus corpos e imaginação para criar imagens congeladas para contar a história – palavras ou sons não são permitidos. Piscar e respirar são sempre aceitáveis ​​– e necessários! Você pode rir, mas toda vez que eu jogo esse jogo com os alunos, sempre há uma pessoa que pergunta: “Ainda posso piscar quando estou congelado?”

Você precisará de um cronômetro ou relógio para indicar quanto tempo de planejamento e ensaio está disponível.

Opcional: Um smartphone ou câmera digital para tirar uma foto de cada cena do quadro, para que os alunos possam ver seu trabalho

Aquecimento

Para colocar os alunos na mentalidade do tableau, use Cenas do Tableau de um livro ou Tabelas numeradas como um exercício de aquecimento.

Instrução

1. Divida os alunos em grandes grupos de 8–10. Ajuste conforme necessário dependendo de quantos alunos você tem, mas tente ter pelo menos 2 grupos separados.

2. Selecione um diretor por grupo. Este aluno será responsável pela aparência final da cena, mas é bem-vindo a aceitar sugestões dos membros do grupo. Eles também devem participar como membros da cena do tableau.

3. Dê a cada grupo uma canção de ninar familiar ou uma história com um número limitado de personagens nomeados, como Os Três Porquinhos, Cachinhos Dourados e os Três Ursos ou A Bela Adormecida. Os grupos escolherão três momentos memoráveis ​​da história para retratar em três imagens congeladas no palco. Informe aos alunos quanto tempo eles têm para planejar e ensaiar.

4. Cada membro do grupo deve ser incluído na cena do tableau de alguma forma, apesar de haver menos personagens nomeados do que alunos. O que mais os outros alunos podem retratar? Eles podem ser adereços (como a roda de fiar em A Bela Adormecida ou uma tigela de mingau em Cachinhos Dourados), peças de cenário (como uma das casas dos Três Porquinhos), atmosfera (sol ou lua, árvores, criaturas de fundo) ou qualquer outra coisa que faça sentido para a cena. Incentive os alunos a fazer escolhas criativas e ponderadas que contribuam para a imagem geral, mas não se esqueça de que o diretor deve tomar as decisões finais para a aparência da imagem.

5. Outra coisa que os alunos terão que pensar é a transição entre as imagens. Como o grupo se moverá de cada tableau?

6. Os alunos apresentarão suas cenas do quadro para o resto da turma.

7. Opcional: Tire uma foto de cada cena do quadro para que os alunos possam ver como eles se parecem na imagem congelada. Pergunte aos seus alunos: o que funcionou bem nesta cena? O que não funcionou tão bem? Se você estiver mostrando as fotos para os alunos, pergunte a eles: quando você olha para as fotos, a cena parece como você imaginou que seria? O que você mudaria se tentasse o exercício novamente?

8. Uma reflexão é fornecida (veja abaixo) para permitir que os alunos pensem sobre sua participação no exercício.

Opções adicionais:

  • Peça aos alunos que planejem suas cenas do quadro em silêncio. Como eles se comunicarão não-verbalmente?
  • Diga a cada grupo secretamente que história eles estão retratando e peça aos outros grupos que adivinhem qual é a história.
  • Conte apenas ao diretor qual história seu grupo está retratando. O diretor deve instruir o resto do grupo sem revelar qual é a história.
  • Tente o exercício novamente, trocando alguns dos membros do grupo, com menos tempo de planejamento.

Clique aqui para uma reflexão e rubrica gratuitas.


Kerry Hishon é um diretor, ator, escritor e combatente de palco de Londres, Ontário, Canadá. Ela bloga em www.kerryhishon.com.

Quer saber mais sobre nossas peças, recursos e brindes mais recentes?
Entre na nossa lista!

By roaws