Sat. Dec 3rd, 2022


Olá sim nasceu na estrada enquanto o guitarrista Mitch Bell e o saxofonista Aaron Leibowitz estavam em turnê com o artista eletrônico ZHU, com quem eles estão lotando estádios em apoio à Swedish House Mafia. O som é novo, evocando a guitarra esfumaçada, mas sofisticada, de Mitch e o saxofone de Aaron em composições que podem ser descritas como groove indie e electro club.

Agora, eles estão com seu mais novo EP no Gravitas, Sinal perdido.

Este novo EP traz vibrações de house groovy misturadas com seus elementos de guitarra/sax para uma combinação perfeita. Após seu show de estreia ao vivo no Lightning in a Bottle, os fãs estavam ansiosos para colocar as mãos nesses hinos de pista de dança inéditos, e o Hello Yes está pronto para compartilhá-los com o mundo.

Ouça abaixo e continue rolando a nossa entrevista com a dupla.

Até onde me lembro, não é tão comum que a banda de um artista mais tarde forme seu próprio grupo. Como e quando a ideia de Hello Yes tomou forma?

Sim, acho que você está certo. Bandas como The Wailers ou The Heartbreakers se formaram como resultado de Bob Marley e Tom Petty começarem e fazerem parte de suas respectivas bandas. No entanto, os Eagles nasceram de serem a banda de apoio de Linda Ronstadt. Então, ya… Hello Yes se formou no tempo de inatividade entre festivais e turnês com Zhu por volta de janeiro de 2018. Nós já estávamos colaborando na música com Zhu, então a energia criativa fluiu naturalmente em algumas de nossas próprias ideias.

Seu som é claramente influenciado por ZHU, mas nunca soa como se estivesse imitando-o. Como você navegou nessa linha entre inspiração e imitação?

Aprendemos muito sobre música eletrônica e a cena simplesmente por estar perto de Z. Ele é um verdadeiro mestre no que está fazendo. Seu estilo é único, e seria bastante óbvio se tentássemos copiar seu som. Nossas experiências com ele ajudaram a moldar o que o Hello Yes é atualmente, mas também temos anos de experiência e influências fora da música eletrônica. Adoramos conectar todas essas informações e inspiração que ressoam em um som que é “Hello Yes”.

Com tanto de sua música usando instrumentos ao vivo, você achou difícil gravar/escrever/produzir na estrada ou a maior parte foi guardada para quando você tinha tempo de inatividade?

Músicas como “Out Of My Mind” e “Never Trusted Me” começaram como ideias enquanto estavam na estrada. Um estava no Tennessee e o outro em Montana. Gravamos um monte de idéias de melodia de memorandos de voz e depois as terminamos em casa mais tarde. Começamos “The Lesson” do zero e praticamente terminamos no estúdio de garagem de Ronny em Los Angeles. “Peace Of Mind” começou como uma batida de laptop em um vôo para Denver, depois trabalhamos as ideias de sax e vocal na minha casa em Oklahoma. Outras vezes, mando para Ronny um loop de guitarra para mexer, ou Ronny me envia uma demo para organizar e adicionar sons. Em última análise, as melhores ideias chegam ao topo, e nós brincamos com elas até sentirmos que elas estão completas.

Como você acabou indo com o Gravitas para o lançamento do seu EP Lost Signal?

Sinal perdido será nosso segundo lançamento de EP com Gravitas. Grav está no espaço do baixo há um minuto com artistas como Clozee e Beats Antique. Eles realmente entendem a cultura por trás do som mais do que a maioria e têm sido um ótimo primeiro parceiro. É muito importante, especialmente no início, ter um parceiro que acredite no que você está fazendo e tenha uma visão maior para que ele possa ajudar a direcionar a direção certa, o que eles foram capazes de fazer.

Você prevê um momento em que o Hello Yes abrirá para o ZHU em turnê, ou vocês farão uma turnê por conta própria, além do ZHU? Você já colaborou com artistas como THEY, Tame Impala e Jason Mraz.

Adoramos fazer turnês com todos da equipe Zhu e estamos animados para futuras turnês. Todos em sua equipe são um ato de classe. Como Hello Yes, adoraríamos fazer shows em qualquer capacidade e estamos trabalhando para construir essa parte do nosso mundo. Então fique de olho em 2023! E sim, se Kevin Parker quiser que saiamos em turnê com o Tame Impala… estamos prontos para ir 🙂

By roaws