Tue. Oct 4th, 2022



Liberando o mal e Melhor chamar o Saul criador Vince Gilligan conseguiu sua próxima série, e está definido para estrelar um rosto familiar: Rhea Seehorn.

Descrito como um drama de gênero misturado e fundamentado, o projeto atualmente sem título já foi escolhido para um pedido direto de duas temporadas da Apple TV +.

De acordo com o Deadline, o show foi comparado a A Zona do Crepúsculo. Embora seja ambientada em nosso mundo, a série é focada em “dobrar a realidade e focar nas pessoas e explorar a condição humana de uma maneira inesperada e surpreendente”.

Gilligan atuará como showrunner e produtor executivo por meio de sua própria High Bridge Productions, como parte de um acordo geral com a Sony Pictures Television. A série marca um reencontro com os chefes de vídeo mundial da Apple, Zack Van Amburg e Jamie Erlicht, que foram “as duas primeiras pessoas a dizer sim a Liberando o mal todos esses anos atrás”, como Gilligan reconheceu em um comunicado.

“Depois de quinze anos, percebi que era hora de parar de escrever anti-heróis… e quem é mais heróico do que a brilhante Rhea Seehorn?” acrescentou Gilligan. “Já passou da hora de ela ter seu próprio programa, e me sinto sortudo por poder trabalhar nisso com ela.”

O final da série de Melhor chamar o Saul foi ao ar em meados de agosto. Embora o show tenha sido reconhecido por um total de 46 indicações ao Emmy durante suas seis temporadas, a cerimônia deste ano continuou a série de derrotas, com Seehorn e Bob Odenkirk aparecendo vazios mais uma vez.

Revisite nossas recapitulações da temporada final de duas partes aqui e, se você estiver em dia, leia um resumo final com o co-criador Peter Gould, Odenkirk e Seehorn.



By roaws